sexta-feira, 30 de abril de 2010

GRUPO SILVIO-BONDAN EM CANOAS E MONTENEGRO.

O GRUPO SILVIO-BONDAN ESTEVE EM CANOAS E MONTENEGRO PRESTIGIANDO A INCORPORAÇÃO NA TROPA DOS NOVOS SOLDADOS DA BRIGADA MILITAR.

EM CANOAS, O CORONEL QOEM CARLOS ROBERTO BONDAN, COMANDANTE DO COMANDO DE POLICIAMENTO METROPOLITANO E VICE-PRESIDENTE DO GRUPO SILVIO-BONDAN ASOFBM2010, FOI HOMENAGEADO COMO PARANINFO DA TURMA.

PARABENIZAMOS OS COMANDANTES E SEUS OFICIAIS PELA EXCELÊNCIA DA SOLENIDADE E PELO ESFORÇO NA FORMAÇÃO DESTES POLICIAIS MILITARES QUE REFORÇARÃO AS RUAS CONTRA O CRIME EM DEFESA DA SOCIEDADE GAÚCHA.





quinta-feira, 29 de abril de 2010

NAS ELEIÇÕES ASOFBM 2010, VOTE NOS OFICIAIS QUE INTEGRAM O GRUPO SILVIO-BONDAN.




A NOMINATA DO GRUPO SÍLVIO-BONDAN AGREGA PESSOAS COMPROMETIDAS E COM POTENCIAL PARA AGREGAR E MOBILIZAR ATIVOS, DA RESERVA E REFORMADOS NUMA FORÇA CAPAZ DE ALCANÇAR JUSTIÇA SALARIAL, DIREITOS E PRERROGATIVAS PERTINENTES À CARREIRA DOS OFICIAIS DE NÍVEL SUPERIOR DA BRIGADA MILITAR.

AS ELEIÇÕES OCORREM NO DIA 28/05/2010 E ENCERRAM AS 1530 HORAS. AS SOBRECARTAS DOS VOTOS POR CORRESPONDÊNCIA SERÃO RECEBIDAS ATÉ AS 17 HORAS DO DIA 27/05/2010.

VOTE NOS NOMES ABAIXO!


DIRETORIA EXECUTIVA:

Presidente: Cel RR Silvio Ferreira
Vice-presidente: Cel QOEM Carlos Roberto Bondan
Diretor de Assuntos Políticos e Institucionais: Ten Cel RR Vidal Pedro Dias de Abreu
Diretor Administrativo: Maj QOEM Alexandre Teixeira Santos
Diretor Jurídico: Cap QOEM Rafael Barcellos Venturella
Diretor de Marketing: Maj QOEM Carlos Adriano Klafke dos Santos
Diretor de Cultura: Cel RR Afonso Landa Camargo
Diretor de Divulgação: Cel RR Jorge Bengochea
1º Secretário: Cel RR Renato Weiss
2º Secretário: Cap QOEM Ana Cláudia da Silveira Mazzali
1º Tesoureiro: Cap QOEM Maurício Huster
2º Tesoureiro: Cap QOEM Marta França Moreira

CONSELHO DELIBERATIVO:

Cel QOEM Silvio Regis Rosa Machado
Cel Ref Alberto Rosa Rodrigues
Cel RR Edisson Ferreira
Cel RR Carlos Alberto Oliveira Azeredo
Ten Cel RR Décio Antonio Hartmann
Ten Cel RR Dante Bonato
Ten Cel RR Sidenir Bueno de Almeida
Maj QOEM Evandro José Horn
Maj QOEM Simone Kilian Braga
Cap QOEM Fabrício Broll Zago

CONSELHO FISCAL:

Cel RR Dilson Bressan
Cel RR Silvio Dadia Sampaio
Cel RR José Luiz da Rosa Silveira
Ten Cel QOEM Roget Kopczynski da Rosa
Ten Cel QOEM Leandro Santini Santiago
Cap QOEM Edis Minini

A FILOSOFIA DE GESTÃO


Logo após o encerramento da crise, o Grupo Silvio-Bondan reuniu-se para analisar o cenário e debater as seguintes questões:

1. Que lições tirar da crise do retroativo e do abandono dos Capitães?

A crise revelou uma situação de 15 anos de abandono dos Capitães, o fracionamento da categoria dos Oficiais da Brigada Militar e divergências com as categorias de nível médio. Isto ocasionou distorções em que uma parte dos Capitães que, mesmo sendo o elo inicial da carreira do Oficial de Nível Superior da Brigada Militar, precisaram da liderança das categorias de nível médio para melhorar salários. Outro fato que ficou evidente foi o nosso despreparo político diante desta nova realidade em que Governo e parlamento transferiram para as categorias dos servidores militares estaduais as tratativas e acordos salariais que eram antes conduzidas exclusivamente pelo Comando Geral.

2. Como a entidade AsofBM deveria se comportar?


Nesta nova realidade que envolve novos paradigmas, a AsofBM obrigatoriamente precisará mudar a postura e a atitude diante das questões institucionais e reivindicatórias junto aos Poderes. Primeiro, é necessário mobilizar os associados em torno de uma entidade com plano estratégico bem definido. Um plano que tenha foco, objetivos e metas a curto, médio e longo prazo, contemplando os reclames e anseios da categoria e envolvendo salários justos e paridade de direitos e prerrogativas que já percebem outras categorias de carreira de nível superior e jurídica do Poder Executivo.

3. Como dinamizar a relação com os Poderes?

A AsofBM precisa se aperfeiçoar na condução e na arte política para enfrentar as questões de interesses da categoria quer tramitarem dentro do governo e no parlamento. Deve estar atenta à legislação e aos projetos pertinentes à instituição e à categoria. É necessário criar um ambiente favorável em todas as ideologias partidárias, conhecer o pensamento político partidário e mostrar a importância da carreira de Oficial de nível superior como gestores da Brigada Militar, uma instituição importante para preservação da ordem pública, vida e patrimônio das pessoas que integram o povo gaúcho.

4. Como postular as reivindicações?

Devemos saber o que queremos para colher o maior número de apoio aos nossos projetos e assim sensibilizar o comando e a classe política para apoiar nossos interesses. O terreno é minado por muitos interesses e cabe à AsofBM escolher o melhor caminho e as pessoas certas para auxiliar.

5. Como se relacionar com as categorias de nível médio e com as demais carreiras jurídicas, especialmente as do Poder Executivo?

Na crise do reajuste e durante as tratativas reivindicatórias, o Governo e a Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul dividiram o corpo da Brigada Militar em duas categorias de servidores militares estaduais - a categoria de Nível Superior defendida pela Associação dos Oficiais da Brigada Militar (AsofBM) e a categoria de Nível Médio defendida pela Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes (ASSTBM) e pela Associação Beneficente Antonio Mendes Flho (ABAMF) dos Cabos e Soldados. Esta postura política mudou uma conduta tradicional que éra liderada pelos Comandantes Gerais e transferiu para as categorias dos servidores militares estaduais as tratativas para um acordo final. Este ato político oportunizou a ocorrência de divergências, desrespeito e afrontas impróprias para as normas militares que regem todos os componentes da Brigada Militar. Mantendo-se num postura ética em relação ao Comando e categorias de nível médio, a AsofBM estava despreparada para agir diante da mudança de situação num cenário político sindical. Por este motivo, o Grupo Silvio-Bondan lançou-se na disputa das eleições da AsofBM com a determinação de solidificar a categoria e fortalecer a carreira, preparando-se para enfrentar as ameaças, colher as oportunidades e atingir os anseios reclamados pelos Oficiais de Nível Superior da Brigada Militar - do Capitão ao Coronel.

Afinal. Seremos o que podemos ser!

A BUSCA DO QUE PODEMOS SER.


Entendeu o Grupo que é hora de se posicionar, de agir e de trabalhar para a unidade associativa, para fortaler a carreira e para mobilizar a categoria dos Oficiais de Nível Superior da Brigada Militar. A partir destas três palavras-força, foi montado um Plano de Gestão com visão, filosofia, objetivos e relações e escolhido pessoas comprometidas e dispostas a se doar para a aplicação destas estratégias que posteriormente, após um diagnóstico ouvindo a categoria, serão bases para a construção do Plano Estatégico da AsofBM.

FILOSOFIA - fundamentada no lema: Unidade – Força - Mobilização

FOCO: Paridade com as demais carreiras jurídicas.

UNIDADE
- união de pensamento e idéias – União dos Oficiais de Nível Superior Ativa, da Reserva e Reformados.

FORÇA- produzir, acelerar, resistir, transformar e conquistar objetivos;

MOBILIZAÇÃO - convocar vontades para um propósito determinado, para uma mudança na realidade e novos paradigmas.

terça-feira, 27 de abril de 2010

GRUPO SAÚDA OS OFICIAIS PROMOVIDOS

O GRUPO SILVIO-BONDAN NÃO PODERIA DEIXAR DE PRESTAR AS HOMENAGENS AOS OFICIAIS DO QUADRO DE OFICIAIS DE ESTADO MAIOR PROMOVIDOS NO DIA 21/04/2010.

1. ao posto de Coronel:

Leandro Ribeiro Fonseca
Sergio Roberto de Abreu
Uilson Miguel Miranda Do Amaral
Altair de Freitas Cunha
Flavio da Silva Lopes
Antero Batista de Campos Homem

2. ao posto de Tenente-Coronel:

Marcelino Seolin
Nelson Matter
Nereu Vargas de Castro
Paulo Roberto Siegle de Avila
Pedro Joel Silva da Silva
João Ricardo Baptista Vargas
Paulo Ricardo Quadros Remião
Rogério da Silva Alberche
Toni Robilar Pacheco
Cláudio Roberto Ferreira da Rosa
Jorge Reginaldo Petersen Morais
Augusto Mamede Freitas de Lima
Bernardo Trojan Neto
Julio César Rocha Lopes
Alfredo Vila Nova
Leodimar Aldo Mantovani

3. ao posto de Major:

André Luiz Genro da Silva
Marcelo Giusti
Vitor Franca Ruas
Humberto Gonçalves Barcellos
Alexandre Teixeira Santos
Carlos Miguel Brasil Mello
Ilson Idalécio Marques Krigger
Rogério Stumpf Pereira Junior
Eliel de Souza Roque
Silvio Marcant Engelsing
Éderson de Albuquerque Cunha
Fabio Behrend Silveira
José Vilmar Robaina da Jornada
Edison Fagundes Lara
Alexandre Brite da Silva
Márcio Uberti Moreira
Rodrigo da Silva Dutra
Paulo Leandro Rosa Abrahao
José Antônio Ferreira da Silva
Jeferson Francisco Ecco
Luiz Fernando de Oliveira Linch
Jorge Ricardo Luz Custodio
Carlos Magno da Silva Vieira
Rubinei Ricardo da Silva Junior

PARABÉNS A CADA UM DOS SENHORES. QUE DEUS OS ILUMINE NESTA NOVA MISSÃO MULTIPLICANDO O POTENCIAL DE SAÚDE, SABEDORIA E SUCESSO NO NOVO POSTO E NAS SUAS FAMÍLIAS QUE OS APOIAM NA CAMINHADA DA VIDA.

CONCLAMAÇÃO AOS OFICIAIS DA CARREIRA DE NÍVEL SUPERIOR DA BRIGADA MILITAR


Nos últimos meses, a categoria dos Oficiais da Brigada Militar viveu momentos críticos para obter o reajuste da Lei Britto. Um assunto relativamente tranquilo transformou-se num imbróglio de tal ordem, que acabou por dividir a categoria e ferir a dignidade da carreira de Oficial da Brigada Militar, em razão do lamentável despreparo de muitos no encaminhamento da reivindicações e resolução das divergências. Correu-se o risco de perder a isonomia salarial, a confiança dos Capitães e a busca da remuneração por subsídios com a investidura do Capitão como elo inicial da carreira de nível superior da Brigada Militar, em paridade com as demais carreiras jurídicas do Poder Executivo.

Felizmente, este episódio foi superado, porém ficam as marcas e uma lição que exigem uma profunda reflexão sobre o que a categoria quer para o futuro e que providências devem ser tomadas para resgatar a unidade e a confiança da categoria na Associação que a representa.

Há de se fazer a leitura correta dos fatos, diagnosticar a situação dentro do cenário, verificar as ameaças e as oportunidades, levantar pontos fortes e pontos fracos da entidade, mobilizar a massa associativa, estabelecer as questões norteadoras e agir de forma pragmática, sem personalismos, com foco, visão e estratégias bem definidas e fundamentadas para então lançar-se com postura clara e insofismável na busca dos reais interesses da carreira.

A candidatura do Grupo liderado pelo Cel RR Silvio Ferreira e Cel QOEM Carlos Roberto Bondan está consolidada numa nominata repleta de pessoas abnegadas e comprometidas com objetivos e ações calcadas nos anseios e reclames da categoria, e alicerçada no desenvolvimento de uma gestão proativa voltada aos interesses, direitos e prerrogativas dos Oficiais da carreira de Nível Superior da Brigada Militar, buscando a unidade de pensamento e idéias; a força capaz de produzir, acelar, resistir, transformar e conquistar objetivos e confiança; e a mobilização necessária para convocar vontades para um propósito determinado, para uma mudança de realidade e novos paradigmas.

VOTE EM QUEM TEM HISTÓRICO DE EXPERIÊNCIA MEDIADORA


A data da escolha da nova gestão está marcada para o dia 28/05/2010, às 0900 horas em primeira chamada e encerramento as 1530 horas do mesmo dia. As sobrecartas dos votos por correspondência(aquelas postadas no correio) serão recebidas até as 1700 horas do dia 27/05/2010.

O GRUPO SILVIO-BONDAN CONTA COM O SEU APOIO E COM O SEU VOTO. PARTICIPE DAS ELEIÇÕES DA ASOFBM 2010. VOTE!!! NÃO DEIXE DE VOTAR!

ALERTA: AO VOTAR ESTARÁ DELEGANDO PARA SEUS REPRESENTANTES NA ASOFBM A RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE SEU INTERESSE FUNCIONAL E ORGANIZACIONAL PERTINENTES À CARREIRA DO OFICIAL DA BRIGADA MILITAR, ESPECIALMENTE AS POLÍTICAS SALARIAIS E ENTRAVES INSTITUCIONAIS EM NÍVEIS ESTADUAL E FEDERAL.

PORTANTO, ESCOLHA BEM. ESCOLHA UM GRUPO QUE TENHA EXPERIÊNCIA, ESTEJA PREPARADO PARA ENFRENTAR ESTAS QUESTÕES E SEJA CAPAZ DE UNIR, FORTALECER E MOBILIZAR A CATEGORIA, ELEVANDO-A AO PATAMAR DAS CARREIRAS JURÍDICAS DO EXECUTIVO.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

ELEIÇÕES AsofBM 2010 - ATUALIZE O ENDEREÇO, PREPARE-SE PARA VOTAR, PREOCUPE-SE COM SEUS DIREITOS FUNCIONAIS.

GRUPO SILVIO-BONDAN ALERTA A TODOS!!!

Estimados Associados e Associadas

Um dos momentos mais sério dentro de uma Associação é a escolha de nossos representantes.

É chegada a hora. O edital de convocação para as Eleições foi publicado no Correio do Povo de 23 de abril.

Será no Clube Farrapos, dia 28 de maio, das 09:00 às 15:30 horas.

O recebimento das sobrecartas será até às 17:00 horas do dia 27 de maio.

Para que todos possam votar através do correio é necessário estar com o endereço atualizado.

Clique abaixo, faça a atualização e envie de imediato a sobrecarta a fim de que chegue a tempo.

http://www.asofbm.com.br/atualizacadastro/atualizacadastro.php

Vote e depois cobre de seus representantes.

ELEIÇÕES 2010 - AsofBM CONVOCA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA - CONVOCAÇÃO - AsofBM - 23/04/2010 - 13:03:45

Foi publicado no Jornal Correio do Povo do dia 23 de abril de 2010, na página 30, o Edital de Assembleia Geral Ordinária da Associação dos Oficiais da Brigada Militar.



SENHORES. OFICIALMENTE FOI DADA A LARGADA PARA AS ELEIÇÕES 2010 DA ENTIDADE QUE REPRESENTA A CATEGORIA DOS OFICIAIS DA BRIGADA MILITAR - A ASSSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA BRIGADA MILITAR (AsofBM)

APÓS UMA CRISE ONDE CORREMOS O RISCO DE VER FERIDA A NOSSA DIGNIDADE, PASSAMOS A CONVIVER COM UMA NOVA REALIDADE E NOVOS PARADIGMAS. HÁ DE SER REFORMULADA A NOSSA POSTURA NO TRATO DAS QUESTÕES DA CATEGORIA. NÃO DÁ PARA FICAR EM CIMA DO MURO SÓ ASSISTINDO "O TREM PASSAR". TODOS OS ASSUNTOS PERTINENTES À CATEGORIA DOS OFICIAIS DA BRIGADA MILITAR PASSAM PELA GESTÃO DA ASOFBM, A NOSSA ENTIDADE REPRESENTATIVA DA CARREIRA, DIREITOS, PRERROGATIVAS E POLÍTICA SALARIAL.

PARA TANTO PRECISAMOS DE UMA ENTIDADE PREPARADA, FORTE, UNIDA E MOBILIZADA. SÓ ASSIM SEREMOS CAPAZES DE INICIAR NOSSO CAMINHO DE RESGATE DO CAPITÃO, PROVANDO SUA CONDIÇÃO DE OFICIAL DE NÍVEL SUPERIOR EM PARIDADE COM OS DEMAIS GRAUS INICIAIS DAS CARREIRAS JURÍDICAS DO EXECUTIVO.

ENCERRADA ESTA QUESTÃO, TODAS AS PORTAS FICARÃO ABERTAS PARA A BUSCA DE OUTROS DIREITOS DEVIDOS À OFICIALIDADE DA BRIGADA MILITAR RUMO À CARREIRA JURÍDICA.

ESTÃO TODOS CONVOCADOS A VOTAR!!! VOTEM!!! COMPAREÇAM NO CLUBE FARRAPOS OU ENVIEM SEU VOTO POR CORRESPONDÊNCIA EM TEMPO HÁBIL. QUANTO MAIOR O NÚMERO DE VOTANTES, MAIOR A NOSSA FORÇA.

ESCOLHAM A NOMINATA MAIS CAPACITADA E PREPARADA PARA OS ÁRDUOS E DIFÍCEIS ENFRENTAMENTOS QUE A ENTIDADE TERÁ PELA FRENTE.

DE CAPITÃO PARA CAPITÃO

Prezados colegas:

Uma parábola conta, em síntese, que um incêndio começava a tomar conta de uma floresta. Os animais ficaram inertes assistindo as labaredas. Um beija-flor que voava por diversas vezes carregando água de um rio das proximidades até o fogo caiu exausto ao solo. O elefante se aproximou e perguntou se ele estava com a pequena quantidade de água que carregava em seu bico tentando apagar todo aquele incêndio. O beija-flor respondeu: Claro que não, estou fazendo apenas a minha parte e tentando motivar os demais animais, pois juntos conseguiremos.

Junto com os demais componentes da chapa Silvio-Bondan tenho procurado motivar os colegas, principalmente a categoria dos capitães para que se motivem e criem esperanças na associação. Percebo que os últimos acontecimentos foram determinantes nesse processo de antipatia e argumento que se há um descontentamento este deve ser respondido pelo voto e não como acorreu, através da desassociação. Se a AsofBM é o mecanismo constituído legalmente e representa os oficiais, devemos lutar para que ela seja cada vez mais forte.

Nessas andanças percebo reivindicações quanto a forma de tratamento, quanto aos serviços prestados, quanto aos presidentes e seus interesses. Todos os argumentos levantados, principalmente na questão do capitão que restou excluído do chamado grupo dos oficiais superiores foram determinantes para a formação do atual grupo que ergue essa bandeira de reestruturação da AsofBM. Nosso propósito constitui-se no resgate dos capitães na questão salarial, no plano de promoções, nas funções de comando, nas gratificações e, sobretudo, na sua devida inserção como carreira jurídica do Estado, como ocorreu no passado com os delegados, promotores, defensores públicos, etc. Para tanto, pretendemos difundir nos meios acadêmicos e na sociedade as funções dos oficiais de nível superior, cujo ingresso na carreira se dá através do posto de capitão, dentro da estrutura da Segurança Pública.

Outras metas estão lançadas no blog http://silvio-bondan.blospot.com e vem ao encontro dos interesses dos oficiais de nível superior, em geral.

Lembrando a parábola, pretendemos prover uma mobilização que seja permanente e capaz de reestruturar a AsoBM. O grupo é composto por coronéis da reserva, por coronéis da ativa, por majores e, principalmente, por capitães que foram participantes ativos quando sobrepujados pela atual diretoria.

Participe e vote, pois juntos somos fortes.

Rafael Venturella

RESPOSTA: Parabéns, Cap Venturella. É hora de dar um basta a estas divergências, variadas interpretações e discriminações salariais na carreira do Oficial da Brigada Militar. É hora de mobilizar a oficialidade da corporação para agregar esforços e fortalecer a entidade AsofBM no propósito inabalável de elevar o Capitão, sedimentando no bacharelado em direito, ao seu merecido patamar, com direitos e prerrogativas inerentes ao nível superior da carreira em paridade com o grau inicial das carreiras de Delegado da Polícia Civil, Defensor Público e Promotor Público.

CEL FENELON DESEJA SUCESSO AO GRUPO

O CORONEL FENELON MARIMON DA CUNHA MANDA A SEGUINTE MENSAGEM PARA O GRUPO SILVIO-BONDAN.

"Fenelon marimon da cunha
Sent: Sunday, April 25, 2010 10:10 PM

Ola Weiss. Há quanto tempo. Fico feliz com o contato de um amigo, mesmo que pela internet, hoje um precioso instrumento de comunicação. Antes do finalmente, uma palavra sobre o Lourenço, outro amigo conquistado na BM. Me ligou na hora do Grenal, falamos um bocado e nem vi o meu Inter perder. Mas vamos la, com essa nominata encabeçada pelo Silvio Ferreira, já teria meu voto e o meu apoio. Estou à disposição, se meu apoio for importante podem divulgar. Um abraço a ti e que transmita ao Silvio meus cumprimentos pelo trabalho realizado e, principalmente, pela inicativa e dedicação de tomar à frente de nossa Associação de classe.Valeu, vou acompanhar pelo site. Sucesso. Fenelon"

RESPOSTA: Obrigado Cel Fenelon. Temos no nosso grupo gremistas felizes como guri na sanga e colorados molhados da chuva e do banho de bola aplicado pelo Grêmio(é apenas momentâneo e ilusório). Todos estão engajados um mesmo time (ativa, reserva e reforma) e imbuídos do esforço em se doar pelo fortalecimento da categoria dos oficiais da Brigada Militar, uma carreira de nível superior que se inicia pelo bacharelado em direito. Precisamos do seu voto, mas muito mais do seu apoio, da sua sabedoria e da sua presença altiva e destacada que lhe marcaram na ativa e ainda marcam na reserva.

domingo, 25 de abril de 2010

GRUPO SILVIO-BONDAN EM CAXIAS DO SUL.




Na quinta-feira , dia 22, o Comandante Regional da Serra, Coronel QOEM Telmo Machado de Souza e seus oficiais, reforçados por vários Oficiais da reserva, entre eles os Coronéis Irto Ciocheta, Marocco, Torves, Guerra, Noll e Volpato recepcionaram, na sede do Comando Regional, a comitiva do Grupo Silvio-Bondan AsofBM2010.

O Cel Silvio Ferreira iniciou sua explanação com o plano de gestão, proposto pelo Grupo Silvio-Bondan AsofBM 2010, que tem por objetivo principal o reconhecimento e o fortalecimento da Carreira do Oficial de Nível Superior da BM, nivelando-o em direitos e prerrogativas às demais carreiras jurídicas do Poder Executivo. Observou que a caminhada se inicia pelo resgate do Capitão que é o elo inicial da carreira do Oficial de Nível Superior. A partir daí, a busca da paridade nos quatro níveis consagrados nas carreiras jurídicas do Estado. Após segue-se a busca pelos subsídios e outros direitos e prerrogativas já concedidas as demais carreiras.

Disse que é necessário pavimentar a trilha reestruturando a postura da entidade; revisar os estatutos para adequar as exigências do perfil de nível superior; aumentar o número de associados; revitalizar os núcleos do interior e da capital; diagnosticar situação e anseios; criar grupos de trabalho específicos para as questões a serem debatidas,;construir um plano estratégico com metas definidas; interagir com o Comando da Brigada Militar e aproximar as relações com os associados, governantes, parlamentares, entidades de carreira jurídica, veículos de comunicação e OAB.

Ressaltou a participação dos Oficiais durante a crise do reajuste BM, os quais o colocaram a frente de um fórum que pedia uma nova postura da AsofBM nas relações com o Governo e parlamentares. Reconheceu que essa crise comprovou uma mudança profunda no trato das questões salariais dos servidores militares estaduais que eram tradicionalmente conduzidas pelo Comandante Geral. Salientou que a vontade política transferiu a decisão do processo reivindicatório salarial para as categorias. Para esta situação a AsofBM estava despreparada. Do outro lado, apesar das atitudes desrespeitosas e falta de ética, as duas categorias de nível médio da Brigada Militar estavam bem organizadas e preparadas para buscar o apoio parlamentar que precisavam.

Colocou para os presentes o modo como as relações políticas e a visão da Governadora tratam as reivindicações salariais – por categorias. Ela afirmava que só mandaria os projetos para a Assembléia Legislativa se tivesse a concordância das categorias. Enquanto a categoria dos Oficiais se mantinha no espírito de corpo, seguindo a política orientada pelo Comandante Geral, as categorias de nível médio assimilavam esta visão política e buscavam tirar proveito e vantagens, utilizando uma postura que não é própria dentro da instituição. Essa postura criou divergências, desarmonia e afronta à disciplina e hierarquia.

O Cel Silvio finalizou afirmando que é preciso uma visão classista e um amadurecimento da AsofBM para que esteja devidamente preparada para tratar das questões da categoria dos Oficiais de Nível Superior, isso no ambiente político partidário, assumindo essa dualidade de categorias dentro da Brigada Militar – Nível Médio e Nível Superior.

A participação dos Oficiais, no debate que se seguiu, foi destacada. Houve sugestões, contribuições e apoio às estratégias propostas no plano de gestão. Todos foram unânimes citando que a organização, diante das novas circunstancias, bem diferentes das seguidas tradicionalmente pela corporação nos seus quase duzentos anos, precisa ter uma nova postura.

Logo após os Oficiais da reserva dirigiram-se a um Shopping da cidade para almoçarem, onde o "papo" correu até o final da tarde. O Grupo Silvio-Bondan ficou feliz com a ótima recepção e confaternização com a oficialidade da Serra e está muito satisfeito com a oportunidade de percorrer o interior do Estado ouvindo os reclames e anseios dos oficiais da Brigada Militar.

A Chapa Silvio-Bondan agradece ao Cel QOEM Telmo Machado de Souza, Comandante do CRPO Serra, na pessoa do qual reverenciamos a todos os oficiais da ativa, da reserva e reformados pela gentil acolhida, pelo grande interesse demonstrado, bem como pela contribuição com novas idéias para o aperfeiçoamento do Plano de Gestão.

CEL SILVIO TEM PERFIL E EXPERIÊNCIA NECESSÁRIA PARA LIDERAR A LUTA PELO FORTALECIMENTO DA CARREIRA DOS OFICIAIS DA BRIGADA MILITAR


CORONEL RR SILVIO FERREIRA

DADOS PESSOAIS

Silvio Ferreira é com muito orgulho Coronel da Reserva da Brigada Militar, casado, 63 anos, natural de Porto Alegre. Filho de brigadiano, o que muito lhe honra.

FORMAÇÃO POLICIAL MILITAR

- Ingressou no CFO em 1963, sendo designado Aspirante Oficial da Turma de 1966.
- Cursou o CAO em 1979 e o CSPM em 1986 - APM
- Estágio na Policia Criminal e Policia Fardada na Landespolizeidirektion Stuttgart I, na Alemanha (1982)

FUNÇÕES DESEMPENHADAS

- Como Aspirante a Oficial, 2º Tenente e 1º Tenente, serviu no 3º Batalhão de Policia Militar, Novo Hamburgo, onde entre outras funções, instalou e Comandou o Destacamento Policial de Viamão, (hoje 18º BPM) com abrangência a época nos Municípios de Viamão, Gravataí, Cachoeirinha e Alvorada, durante três anos.

- Como Capitão, Major e Tenente-Coronel serviu no EMBM, APM, GAB CMT GERAL e Batalhão de Polícia de Choque, onde exerceu, respectivamente, as funções de Sub-Chefe e Chefe de Seção do EMBM, Instrutor e Sub Comandante da APM, Chefe de Gabinete do Comandante Geral e Comandante do BPCh, hoje Batalhão de Operações Especiais.

- Exerceu ainda, como Ten. Cel. as atribuições de Assessor Parlamentar do Estado do Rio Grande do Sul junto a Assembléia Nacional Constituinte de 1987/1988, presidindo a Comissão de Assessoramento da Brigada Militar nos trabalhos de elaboração e inclusão do Capítulo da Segurança Pública na Constituição Federal;

- Já como Coronel comandou o Comando de Policiamento de Área 3, CPA/3, hoje CRPO-Planalto, foi Diretor da Diretoria de Apoio Logístico, DAL, hoje DLP.

- Atuou também como Coordenador e Gestor do Fundo Especial de Reaparelhamento da Segurança Pública, FUNDESP/RS, vinculado a SSP.

- Exerceu a função de Coordenador da Assessoria Parlamentar da Brigada Militar junto a Assembléia Legislativa do RGS no trabalho de inclusão do Capitulo da Segurança Pública na Carta Magna do Estado em 1989;

ATIVIDADE DOCENTE

- Foi professor de Teoria Geral da Administração durante 15 anos nos Cursos de Formação de Oficiais, Aperfeiçoamento de Oficiais e Superior de Policia Militar.

FORMAÇÃO ACADÊMICA

- Bacharel em Ciências Políticas e Econômicas pela UFRGS
- Pós-Graduado em Finanças pela EAESP/FGV, São Paulo.
- Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela UFRGS.

OUTRAS ATIVIDADES DESEMPENHADAS

- CLUBE FARRAPOS DOS OFICIAIS DA BRIGADA MILITAR - Atuou como Diretor em dois mandatos e Vice-Presidente em outros dois.

- MBM - Diretor Financeiro do MBM Previdência Privada de 1995 a 1997;

- EMPRESARIAL - Empresário privado entre 1998 e 2010;

- FÓRUM EXTRAORDINÁRIO DOS OFICIAIS - Coordenador dos trabalhos da comissão designada pela Frente dos Oficiais de Nível Superior no recente episódio das reivindicações salariais na Assembléia Legislativa.

EXPRESSÃO DE MOTIVOS

Não é fácil escolher um líder para as árduas e difíceis tarefas propostas por um grupo que deseja uma postura proativa, amadurecimento e experiência no trato das questões políticas e reivindicatórias pertinentes a uma categoria que quer ser equiparada às demais carreiras jurídica do Estado do Rio Grande do Sul.

O lema "UNIDADE-FORÇA-MOBILIZAÇÃO" requer pessoas dispostas a buscar a unidade dos oficiais da Brigada Militar - ATIVA, RESERVA e REFORMADOS - focados na idéia de alcançar o devido reconhecimento e importância da categoria de nível superior responsável pela gestão da Brigada Militar - uma instituição provedora de ordem pública. Uma categoria que se inicia com o pré-requisito do bacharelado em direito, o mesmo exigido para a demais carreiras jurídicas de nível superior.

O cenário de novos paradigmas exige pessoas que tenham perfil adequado, experiência comprovada e capacidade mediadora para fortalecer e mobilizar vontades para o propósito de resgatar interesses, direitos e prerrogativas pertinentes aos Oficiais de Carreira de Nível Superior da BM, em paridade com as demais carreiras jurídicas.

Temos no Cel Silvio Ferreira a pessoa certa para conduzir, junto com o dinâmico e talentoso Cel QOEM Carlos Roberto Bondan, um grupo ansioso para trabalhar pela categoria no compromisso firmado em alcançar os objetivos propostos no plano de gestão já divulgado. Um plano que irá se transformar, após um amplo diagnóstico, num Plano Estratégico construído a partir dos estudos propostos por grupos de trabalho específicos.

VAMOS JUNTOS FORTALECER A NOSSA CARREIRA. VAMOS CONSTRUIR A ASOFMBM QUE QUEREMOS. VAMOS BUSCAR OS OBJETIVOS TÃO RECLAMADOS E ESQUECIDOS.

EX-PRESIDENTE DA ASOFBM, CEL PAIXÃO ENALTECE O PERFIL DO CEL SÍLVIO E PARABENIZA O GRUPO PELO ROL DE OBJETIVOS TÃO RECLAMADOS.

RECEBEMOS ESTA MANIFESTAÇÃO DO CEL PAIXÃO, EX-PRESIDENTE DA ASOFBM NUM DOS MOMENTOS MAIS DIFÍCEIS DE SUA IMPLANTAÇÃO.

"Meus caros amigos !

Na qualidade de ex-presidente de nossa Associação, não poderia me furtar de expressar meu reconhecimento a todos aqueles que estiveram engajados nas atividades desenvolvidas no período que antecedeu a aprovação dos projetos dos salários, os quais, se não foram como desejávamos, se caracterizam num marco de vasta importância para os integrantes da Brigada Militar e, em especial, para os Oficiais de Nível Superior. Ao meu ver merece, igualmente, registrar o bom relacionamento, que se impunha, entre o Comando da Brigada Militar, a Diretoria da Associação e a Comissão representativa do grande grupo, notadamente no período próximo às últimas votações na Assembléia Legislativa.

Por tudo, é de se destacar a revitalização da ASOFBM, em especial o interesse e o desprendimento dos que estão se apresentando como candidatos para as próximas eleições. Todos eles, com suas características, colaboraram sobremaneira para que as seqüelas dos debates, nem sempre de acordo com a hierarquia, disciplina e, em especial, da dignidade, as quais estiveram prestes a entrar em jogo, fossem maculadas.

Minha relação de amizade com os candidatos que encabeçam as chapas, até agora anunciadas, é elevada, mercê do acompanhamento de suas vidas pessoais e profissionais. Ao me dispor a votar em uma chapa não estou desconsiderando as outras, apenas optando, face as circunstâncias que o momento e o futuro próximo estão a exigir.

Desse modo, destinarei meu voto à chapa SILVIO/BONDAN, especialmente em homenagem ao meu amigo e colega da Turma de Aspirantes de 1966, Cel SILVIO FERREIRA, oficial que desde os tempos de CADETE já demonstrava muito interesse e seriedade no trato de tudo que se referia à BRIGADA MILITAR. E assim continuou em seu Oficialato, buscando sempre o melhor aprimoramento técnico-profissional, além de cursar a Faculdade de Economia, a Faculdade de Direito, ambos na UFRGS, e o Curso de Pós-graduação em Administração Financeira na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo.

Face seus conhecimentos, muita habilidade e uma enorme capacidade de trabalho, foi o escolhido pelo Comando da Brigada Militar para coordenar a representação de nossa Corporação, por ocasião da elaboração da Constituição Federal de 1988, onde grangeou a simpatia e o respeito tanto dos integrantes das congêneres dos outros Estados, quanto dos parlamentares do Congresso Nacional.

A chapa liderada pelo Cel Silvio e Cel Bondan me estimula a acreditar que, se eleita, teremos, em breve, um novo perfil para os Oficiais de Nível Superior e, por conseqüência, o resgate dos princípios que devem nortear uma organização encarregada de promover a segurança da população rio-grandense.

Finalizo esta, parabenizando a chapa que apresenta um rol de objetivos há muito reclamados, especialmente o relativo aos Capitães, ou seja, de incluí-los, efetivamente, como inicial da carreira de Oficial de Nível Superior, em todos os seus aspectos, por ser um débito antigo da ASOFBM, da BRIGADA MILITAR e do ESTADO.

Porto Alegre, 24 de abril de 2010.

Paixão Carneiro Martins"

RESPOSTA: Digníssimo Coronel Paixão, laureado e vibrante ex-presidente da AsofBM. Agradecemos sensibilizados e honrados pelo apoio às nossas propostas que são oriundas dos reclames da categoria dos Oficiais da Brigada Militar e das lições apreendidas durante a crise, na qual o senhor teve presença significativa. Ao destacar o perfil e a experiência do Cel Sílvio, seu colega de turma e nosso candidato a Presidente, deu provas do acerto da nossa escolha para liderar, junto com o Cel Bondan, um grupo que está empenhado e determinado a cumprir um plano de gestão focado no fortalecimento da carreira do oficial de nível superior da Brigada Militar para elevá-la ao patamar das demais carreiras jurídicas do Poder Executivo do RS.

sábado, 24 de abril de 2010

GRUPO SILVIO-BONDAN PARABENIZA O COMANDANTE-GERAL E SEUS OFICIAIS PELO POTENCIAL REFORÇO ENTREGUE AO POVO GAÚCHO.


De 16 até 24 de abril de 2010, a Brigada Militar realizou por todo o Estado do Rio Grande do Sul a formatura de 3.552 novos PMs, aumentando em 17% o efetivo da corporação. Em solenidades marcantes com a presença da Governadora do Estado, do Secretario de Segurança e lideranças estaduais e locais, público e brigadianos se emocionam diante do espírito de corpo e solidariedade dos novos policiais militares.

O discurso do Comandante-Geral aos novos soldados da Brigada Militar sintetizado em versos poéticos - "“A BRIGADA O MEU DESTINO VAI FORJANDO E EU ME INCLINO PELOS RUMOS ONDE ELA FOR; SUA HISTÓRIA É MINHA HISTÓRIA; SUA GLÓRIA É MINHA GLÓRIA; O SEU VALOR, O MEU VALOR” - reconhece a necessidade da corporação e o valor dos "guardiões da sociedade". Em consonância com o momento histórico e reconhecendo o esforço dos Comandantes e instrutores, os oradores das praças expressaram o sentimento de vestir uma farda gloriosa e repleta de feitos heróicos, o espírito de doação tão necessário ao cumprimento do dever e a consciência plena de que vão "contemplar a sociedade gaucha tão necessitada de um serviço não só em quantidade mas em qualidade". (Ler as íntegras dos discursos no Blog do Cel Trindade)

Parabéns ao Comandante Geral, aos Comandos Regionais e oficiais que, com todo esforço e dedicação, conseguiram atingir o objetivo de aumentar o efetivo da Brigada Militar e assim potencializar o policiamento preventivo nas ruas.



COM PESAR, CAP DIRCEU PEDE DISPENSA DA CHAPA, MAS CONTINUA NA DEFESA DAS PROPOSTAS DO GRUPO.

MANIFESTAÇÃO DO CAPITÃO DIRCEU

"Aos Integrantes da Chapa SILVIO-BONDAN

É com grande pesar no coração e em respeito aos Associados e Oficiais em geral que, assim como eu, acreditam nas propostas e na qualidade das pessoas que compõem a chapa SILVIO-BONDAN, que venho com consternação informar da minha impossibilidade de permanecer na composição da chapa, em razão de motivos estritamente particulares que me impedirão de exercer com plenitude tão honrada atribuição.

Desejo, ainda, agradecer a confiança depositada quando da minha indicação para constituir esta chapa, que já demonstrou ser a alternativa mais viável para representar os Oficiais de nível superior da nossa amada Brigada Militar. Agradeço do fundo do coração a compreensão em entenderem os motivos que me levam ao afastamento.

Gostaria também de deixar registrado, de maneira a tornar público, que mesmo estando afastado não me desvirtuo dos seus ideais “UNIDADE-FORÇA-MOBILIZAÇÃO”, sendo que estarei em campo ombreando e apoiando incondicionalmente esta chapa, por acreditar na proposta e nas idéias lançadas e discutidas anteriormente, baseadas na união da oficialidade em busca de valorização e ideais comuns a todos.

Aproveito este momento para concitar aos nobres colegas e superiores hierárquicos que, assim como eu, atualizem seus endereços junto a AsOfBM, utilizando para tal o próprio site da AsOfBM. Esta atualização é de extrema importância para que possamos receber as cédulas para o voto por correspondência. Cabe salientar que o voto por correspondência é uma ferramenta de grande utilidade, pois, apesar de todos desejarmos comparecer na sede da AsOfBM no dia das eleições, sempre pode ocorrer um imprevisto de última hora.

Por fim ratifico que continuarei divulgando e testemunhando a seriedade, lisura e competência do trabalho executado por todos os integrantes da chapa SILVIO-BONDAN.
Um fraternal abraço a todos e que DEUS nos ilumine e nos guie rumo a vitória.

Jorge Dirceu Abreu Silva Filho – Cap QOEM"

RESPOSTA - Caro Capitão Dirceu. O fato de ter aceitado a inclusão do seu nome na nossa nominata engrandecia e honrava o Grupo Silvio-Bondan. Compreendemos plenamente as justificativas apresentadas ao pedir dispensa momentânea. Temos a plena consciência de que, estando na ativa, a prioridade é o dever do Oficial ligado diretamente ao exercício da preservação da ordem pública e aos compromissos da nossa Gloriosa Instituição Brigada Militar. Continue levando e defendendo nossas propostas aos demais Oficiais. Que Deus também o ilumine com força, sabedoria e sucesso em todos os objetivos que se deparar. Vamos sim rumar para a vitória.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

CEL QOEM BONDAN - PARA VICE PRESIDENTE DA ASOFBM 2010


CORONEL QOEM CARLOS ROBERTO BONDAN

DADOS PESSOAIS

Natural de Santa Maria-RS
Incluiu na Brigada Militar em 22 de fevereiro de 1979

CURSOS MILITARES

Curso de Formação de Oficiais - 1979 - 1981
Curso Avançado de Administração Policial Militar - 1998
Curso de Gestão de Segurança Pública (CEPGESP) - 2005

FUNÇÕES QUE DESEMPENHOU


Tenente - 4º RPMon (1981-82), 3º RPMon (Passo Fundo-Cruz Alta em 1983-86), 10º BPM (Vacaria-Lagoa Vermelha em 1987-88), 15º BPM (Canoas e Guaíba em 1989-94)
Capitão em Canoas e Sapucaia - 15º BPM (1994-1998)
Serviu na Corregedoria da Brigada Militar (1998)
Oficial Assessor Jurídico da Brigada Militar (1998-1999)
Comandante do 33º BPM - Sapucaia do Sul (2000-2001)
Sub Chefe de Inteligência da Brigada Militar (2002)
Chefe da Assessoria Jurídica da Brigada Militar (2003-2004)
Diretor de Departamento da Secretaria de Segurança (2004-2005)
Comandante 26º BPM - Cachoeirinha -RS (2007)
Comandante do 9º BPM - Porto Alegre - RS (2008)
Comandante do 15º BPM - Canoas-RS (2009)
Coronel - Assume Comando do CPM (2009)

ATIVIDADES QUE DESEMPENHOU

Instrutor do Curso de Formações de Oficiais na APM (1996-1997)
Instrutor da Disciplina de direito na Administração Policial Militar na APM
Instrutor de Processo Penal na APM
Diretor do Departamento de Desenvolvimento de Recursos Humanos da SSP - RS

FORMAÇÃO ACADÊMICA

Bacharel em Ciências Jurídicas- Universidade de Passo Fundo (UPF)

CONDECORAÇÕES

Título de Cidadão Honorário pelo Câmara Municipal de Vereadores/Cachoeirinha -RS (1997)
Comenda do Comando de Policiamento Metropolitano (2009)

EXPRESSÃO DE MOTIVOS

NA CABEÇA DE CHAPA, O CORONEL CARLOS ROBERTO BONDAN REPRESENTA OS OFICIAIS DA ATIVA NO GRUPO SILVIO-BONDAN ASOFBM 2010 QUE TEM POR LEMA "UNIDADE-FORÇA-MOBILIZAÇÃO". OS MOTIVOS DA SUA INCORPORAÇÃO NO GRUPO FOI O FATO DE QUE, DURANTE A CRISE DA RETROATIVIDADE, FORAM OS OFICIAIS DA ATIVA, AO FAZEREM ECOAR O GRITO DO CENTAURO NOS CORREDORES DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA E DO PIRATINI, OS ATORES PRINCIPAIS DA MUDANÇA DE POSTURA E RETÓRICA POR PARTE DO GOVERNO E DE UM PARLAMENTO QUE ESTAVAM INCLINADOS A ATENDER OS DESEJOS E AFRONTAS DE UMA MAIORIA SEM COMANDO. ESTE ATO, QUE EXPRESSOU O SENTIMENTO DA OFICIALIDADE A FAVOR DA DIGNIDADE, FOI DETERMINANTE PARA MOSTRAR AOS GOVERNANTES, SOCIEDADE E MÍDIA, A FORÇA DE QUEM FAZ A GESTÃO DA BRIGADA MILITAR.

ESTE FATO INÉDITO E HISTÓRICO NOS 172 ANOS DE BRIGADA MILITAR FOI O QUE MOTIVOU O GRUPO SILVIO-BONDAN A SE CONSOLIDAR NUM CONJUNTO DE LÍDERES INTEGRADO POR OFICIAIS DA ATIVA, DA RESERVA E DA REFORMA CAPAZ DE EXERCER ATITUDE PROATIVA DE FORMA UNIDA E MOBILIZADA PARA REPRESENTAR, DE DIREITO E DE FATO, TODA A OFICIALIDADE NO ESFORÇO NECESSÁRIO PARA ALCANÇAR O FORTALECIMENTO DA CARREIRA DO OFICIAL DE NÍVEL SUPERIOR DA BRIGADA MILITAR.

O FORTALECIMENTO DA CARREIRA É QUE ALAVANCARÁ DIREITOS, PRERROGATIVAS, DIGNIDADE E VALOR.

terça-feira, 20 de abril de 2010

ELEIÇÕES ASOFBM 2010 - GRUPO SILVIO-BONDAN SE CONSOLIDA PARA ATENDER OS ANSEIOS DA CARREIRA.




GRUPO SÍLVIO-BONDAN LANÇA NOMINATA ESCOLHENDO PESSOAS COM O POTENCIAL DE AGREGAR E MOBILIZAR ATIVOS, DA RESERVA E REFORMADOS NUMA FORÇA CAPAZ DE ALCANÇAR OS OBJETIVOS PROPOSTOS NO PLANO DE GESTÃO JÁ PUBLICADO.


VENCENDO AS ELEIÇÕES, O GRUPO SILVIO-BONDAN SUBMETERÁ ESTE PLANO A UM AMPLO E ENVOLVENTE DIAGNÓSTICO COM A PARTICIPAÇÃO DE TODOS OS ASSOCIADOS, PARA DAR ORIGEM AO PLANO ESTRATÉGICO DA ENTIDADE QUE REPRESENTA A CATEGORIA DE NÍVEL SUPERIOR DA BRIGADA MILITAR.

DIRETORIA EXECUTIVA:

Presidente: Cel RR Silvio Ferreira
Vice-presidente: Cel QOEM Carlos Roberto Bondan
Diretor de Assuntos Políticos e Institucionais: Cel RR Vidal Pedro Dias de Abreu
Diretor Administrativo: Maj QOEM Alexandre Teixeira Santos
Diretor Jurídico: Cap QOEM Rafael Barcellos Venturella
Diretor de Marketing: Maj QOEM Carlos Adriano Klafke dos Santos
Diretor de Cultura: Cel RR Afonso Landa Camargo
Diretor de Divulgação: Cel RR Jorge Luiz Bengochea
1º Secretário: Cel RR Renato Weiss
2º Secretário: Cap QOEM Ana Cláudia da Silveira Mazzali
1º Tesoureiro: Cap QOEM Maurício Huster
2º Tesoureiro: Cap QOEM Marta França Moreira

CONSELHO DELIBERATIVO:

Cel QOEM Silvio Regis Rosa Machado
Cel Ref Alberto Rosa Rodrigues
Cel RR Edisson Ferreira
Cel RR Carlos Alberto Oliveira Azeredo
Ten Cel RR Décio Antonio Hartmann
Ten Cel RR Dante Bonato
Ten Cel RR Sidenir Bueno de Almeida
Maj QOEM Evandro José Horn
Maj QOEM Simone Kilian Braga
Cap QOEM Fabrício Broll Zago

CONSELHO FISCAL:

Cel RR Dilson Bressan
Cel RR José Luiz da Rosa Silveira
Cel RR Silvio Dadia Sampaio
Ten Cel QOEM Roget Kopczynski da Rosa
Ten Cel QOEM Leandro Santiago Santini
Cap QOEM Edis Minini


UM GRUPO UNIDO, FORTE E MOBILIZADO

PELO QUE SE VÊ, HÁ UMA NÍTIDA INTENÇÃO DE BUSCAR A UNIÃO E A MOBILIZAÇÃO DA OFICIALIDADE, POIS SÓ ASSIM A ASOFBM TERÁ FORÇAS PARA ATINGIR OS DIFÍCEIS OBJETIVOS QUE TERÁ PELA FRENTE.

DO CAPITÃO AO CORONEL, UM CONJUNTO DE LÍDERES E COMANDANTES CENTAUROS FORJADOS NESTA HISTÓRICA, GLORIOSA E QUASE BI-CENTENÁRIA BRIGADA MILITAR, SÃO AQUELES OFICIAIS, QUE ESTANDO NA ATIVA, NA RESERVA OU NA REFORMA, CONSTITUIRÃO A PODEROSA ALAVANCA QUE IRÁ DESENCADEAR O NOSSO FORTALECIMENTO COMO CARREIRA JURÍDICA E DE NÍVEL SUPERIOR.

CADA UM NESTA NOMINATA REPRESENTA VÁRIOS OUTROS NOMES QUE APOIAM, SE SOLIDARIZAM E SE ENCANTAM COM AS PROPOSTAS PÚBLICAS E COM A DISPOSIÇÃO DO GRUPO SILVIO-BONDAN.

PARTICIPE, SE ENVOLVA, SE COMPROMETA!!!

ASSOCIADO, OU FUTURO ASSOCIADO, INCORPORE O SEU APOIO AO GRUPO SILVIO-BONDAN REGISTRANDO SEU NOME COMO SEGUIDOR DESTE BLOG COMENTANDO AS POSTAGENS, DANDO SUGESTÕES E FAZENDO A CRÍTICA CONSTRUTIVA. A WEB É UM AMPLO ESPAÇO DE MANIFESTAÇÃO DE MASSA E O BLOG UM INSTRUMENTO DE INTERATIVIDADE E RELACIONAMENTO. PREOCUPE-SE APENAS EM NÃO DIFUNDIR BOATOS E FALSIDADE, BAIXAR O NÍVEL, PROMOVER POSTURAS ANTI-ÉTICAS OU ALIMENTAR AGRESSIVIDADES.

ASSOCIADO - NÃO DEIXE DE VOTAR NO DIA DAS ELEIÇÕES. NÃO VOTAR É DEIXAR O TREM PASSAR. NÃO VOTAR É PERMITIR QUE OUTROS DITEM OS RUMOS DE SUA VIDA FUNCIONAL. AO VOTAR, ESTARÁ ESCOLHENDO PESSOAS QUE LUTARÃO POR SEUS DIREITOS, PRERROGATIVAS E DIGNIDADE, FACULDADES QUE NÃO PODEM SER ENTREGUES A QUALQUER UM. ESCOLHA O GRUPO MAIS QUALIFICADO, COM MAIOR CAPACIDADE DE MEDIAÇÃO E PERSUASÃO, MAIS DINÂMICO, AGREGADOR E MOBILIZADOR, CAPAZ DE REPRESENTÁ-LO NESTA ÁRDUA, MAS HONROSA CAMINHADA.

VOTE. NÃO DEIXE DE VOTAR NAS ELEIÇÕES DA ASOFBM.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

CEL AFONSO PEDE UM BASTA AOS ATAQUES PESSOAIS

Recebemos aseguinte mensagaem do Cel Alberto Afonso Camargo
Segunda-feira, 19 de Abril de 2010 19:06

"Estimados Amigos,

Como é sabido, eu apóio a chapa encabeçada pelo coronel Sílvio Ferreira. Soa estranho, assim, que eu esteja recebendo propagandas da chapa do tenente-coronel Ricardi que trazem no seu bojo ataques a pessoas que fazem parte da chapa por que tenho simpatia e na qual vou votar. Nada tenho contra as ditas propagandas, fazem parte da democracia. Mas no nosso meio, que deve ser pautado pelo elevado nível dada a nossa cultura e educação, estas propagandas da chapa do tenente-coronel Ricardi deveriam muito mais serem mensageiras das suas virtudes e capacidades, do que de coisas que nada têm a ver com o nosso ambiente de estima e de companheirismo, apesar das divergências, tais como vinculações deste ou daquele a este ou aquele partido político e se este foi responsável ou não pela segurança pública no Estado, como se isto seja uma doença contagiosa que precisa ser banida. Tenho certeza, por conhecer o tenente-coronel Ricardi, de que ele não concorda com tais desvios na propaganda, pois ele tem suficientes virtudes capazes de não precisar, para crescer, desmerecer outros pelo simples e prosaico fato de ser vinculado a um partido político qualquer. Até por que, com as coligações que se avizinham nestas próximas eleições brasileiras, quem se pauta contra determinado partido pode queimar a língua ali adiante porque o seu, se já não está, acabará abraçado àquele a quem hoje atira pedras.

O tenente-coronel Ricardi é uma pessoa merecedora de todo o meu respeito. Suas virtudes são incontáveis. É um colega a quem dispenso os mais elevados elogios e tive, inclusive, a oportunidade de isto dizer por escrito quando, a seu pedido, autografei um livro de que fui organizador, para ser entregue a uma muito prezada familiar sua a quem dedico o mesmo respeito e admiração pela sua história e a de seu sempre saudoso esposo.

Só que, apesar disto, optei, em nome da minha liberdade e das minhas convicções, por apoiar o coronel Sílvio Ferreira, cuja capacidade em todos os setores sempre foi reconhecida e é indiscutível. Pessoa da mais alta educação e postura, voltada o diálogo, capaz de transigir se necessário e útil, mas de ser forte e sobrepor-se às adversidades ou quando nossos direitos e interesses estiverem perigosamente sendo atingidos. Postura, aliás, que demonstrou na condução, como presidente da comissão, e lutou incansavelmente pelos nossos interesses sem desmerecer as virtudes, os apoios e a força daqueles que batalharam junto consigo, com a consciência de que, se vitória houve, ela deve ser compartilhada com todos os que se uniram à causa.

Apesar, pois, do respeito e das considerações que dedico ao tenente-coronel Ricardi, eu continuo entendendo que, dentro do atual quadro em que nos encontramos como oficiais de nível superior da Brigada Militar, quando precisamos de maior capacidade de diálogo e de argumentação, sem confrontos e sem litígios com autoridades e outras entidades associativas de mesmo nível da nossa, é o coronel Sílvio Ferreira a pessoa mais indicada para conduzir nossos destinos dentro dos nossos maiores e mais iminentes anseios reivindicatórios, sempre pautando pelo elevado enfoque de discussões e parâmetros de entendimento entre todos os níveis políticos, governamentais, legislativos e associativos.

Assim, eu pediria aos amigos e colegas oficiais de nível superior da Brigada Militar, esta Instituição que faz parte da minha vida e compôs e ainda compõe meus sonhos mais elevados, que se for para falar mal do coronel Sílvio Ferreira e/ou dos demais componentes e apoiadores da sua chapa, que me dispensem de tais alusões impróprias e inconvenientes.

Tenho a certeza de que este é pensamento também do tenente-coronel Ricardi, que sempre se conduziu conforme uma postura ética e, por esta razão simples, não deverá estar de acordo com os desvios de alguns, que, não tendo nada negativo a atribuir a algum colega, passa a vinculá-lo a sabe-se lá a qual partido político como se isto fosse uma afronta à amizade, ao companheirismo, à dignidade e a outros valores mais elevados que devem nortear nossa conduta. É por isto, da mesma forma, que tenho a certeza de que o tenente-coronel Ricardi saberá dar um basta a certas manifestações despropositadas, afinal, por que alguém concorre em chapa diferente não é inimigo de seu opositor.

Até por que, seja quem for o eleito nas próximas eleições da AsOf, passadas estas, a disputa obrigatoriamente tem que ser esquecida para que a união em torno dos objetivos comuns seja capaz de nos conduzir às conquistas que almejamos e de que devemos ser destinatários pelos mais elementares critérios de justiça.

Esta, com certeza, é a postura do coronel Sílvio Ferreira e de todos os componentes da sua chapa e apoiadores. É de se esperar que haja reciprocidade...

Um grande abraço a todos. Afonso"

RESPOSTA: Bravíssimo Cel Afonso. Demos pautar pelo elevado nível da nossa cultura e educação ética. Afinal, somos todos Oficiais da gloriosa Brigada Militar dispostos a dar o nosso esforço, nosso ônus e o nosso suor na luta pelo fortalecimento e valorização da carreira de nível superior. Não podemos tolerar agressividades e mentiras, pois estas, um dia, serão confrontadas com a responsabilidade e com a verdade. Boa sorte a todos que se engajarem numa saudável e digna disputa.

domingo, 18 de abril de 2010

DEFENDO A CANDIDATURA DO SÍLVIO, DIZ O CEL SPALDING.

RECEBEMOS ESTA MENSAGEM DE APOIO:

From: Luiz Fernando Spalding
To: dilsonbressan@terra.com.br
Sent: Sunday, April 18, 2010 10:22 PM
Subject: RE: ELEIÇÕES ASOF

Prezado Bressan, apesar de não fazer parte do quadro de sócios da ASOF, estou me colocando a disposição de voces para, dentro de minhas possibilidades, trabalhar para a eleição do Silvio, companheiro a quem muito prezo. Em Osório podem ficar certos que estarei defendendo a candidatura do Silvio. Peço que informes a ele a minha posição e, se ele for o eleito, estarei me associando novamente. Um abraço e muita sorte para voces. Luiz Fernando Spalding

RESPOSTA: Obrigado, Cel Spalding. Precisamos do senhor e de todos os Oficiais nesta empleitada gloriosa que é unir, fortalecer e mobilizar a oficialidade na busca da valorização da carreira de nível superior e do reconhecimento da paridade com as demais carreiras jurídicas do Poder Executivo deste Estado.

BRIGADA AVANÇA NA AVIAÇÃO


Batalhão de Aviação da Brigada Militar - Blog do Cel Trindade - Cmt Geral da BM - 16/04/2010.

Na quarta-feira (14/4), a senhora Governadora do Estado, Yeda Rorato Crusius, assinou o decreto 47.176, que tranforma o Grupamento Aéreo de Policiamento Ostensivo em Batalhão de Aviação da Brigada Militar. A estrutura básica do Batalhão de Aviação é integrada pelo Comandante, Segurança de Vôo, Estado-maior, Esquadrões de Aviação (bases aeropoliciais) e Esquadrão de Transporte (Base de Transporte). Os esquadrões, ou bases aeropoliciais, são sediados em Porto Alegre (metropolitana), Uruguaiana (fronteira), Caxias do Sul (serra) e Santa Maria (central). O esquadrão de transporte terá sede em Porto Alegre.

Noutro Decreto, a Divisão de Serviços Aéreos do Estado, integrante da Secretaria de Infraestrutura e Logística, foi absorvida pelo Batalhão de Aviação da Brigada Militar, passando a estrutura a denominar-se Esquadrão de Transporte.

As aeronaves, o bens móveis, os direitos e as obrigações, o pessoal e as funções da antiga Divisão passam a ser administrados pela Brigada Militar, sendo mantido o regime jurídico-administrativo.


HISTÓRICO

A criação da aviação na Brigada Militar do RS começou com o pioneirismo do Cel. Massot na década de 20, estando ele ao comando da BM gaúcha e com uma visão muito a frente do seu tempo.

Em 1923, quando o Estado encontrava-se em plena revolução rio-grandense contra o governo republicano de Borges de Medeiros, o processo de criação da aviação da Brigada Militar foi acelerado. Foram comprados dois aviões franceses BREGUET 14 (com motor de 300HP) com o objetivo de observar e fazer o reconhecimento de tropas revolucionárias. Em 30 de maio do mesmo ano, o BM-01 realizou o primeiro vôo tendo com piloto o Alferes Aviador Noemio Ferraz e como observador o Alferes Osório Oliveira Nunes. Este vôo marcou o pioneirismo no estado com a semente da aviação na polícia militar.

Devido a um acidente e outros percalços, em 1924 foi desativado o grupo de aviação, deixando um espaço de 66 anos até a sua reativação.

Em 1985 surgiu o G.U.A.P.O. – Grupamento Aéreo de Policiamento Ostensivo, relacionando o nome do Grupamento com uma expressão típica do linguajar gaúcho, o "guapo". Neste período no comando dos helicópteros estavam pilotos civis contratados pelo estado, tendo a Brigada Militar a função a bordo de patrulhar e atuar como observador.

Já em 1989 ocorreu a efetivação definitiva como uma unidade aero-policial, sendo criado pelo decreto-lei 33.306 de 23 de setembro de 1989 o Grupamento de Polícia Militar Aéreo - GPMA. Além da efetivação oficial como uma unidade militar, foram adquiridas novas e modernas aeronaves que possibilitariam o pleno funcionamento do Grupamento. A novidade foi o emprego da aeronave Ximango, fato ímpar na aviação das polícias brasileiras.

FONTE - http://www.aviacao.art.br/sitio/art_gpma_pag1.htm

PARABÉNS! - ESTE FATO COMPROVA A EXCELÊNCIA DA GESTÃO DA OFICIALIDADE DA BRIGADA MILITAR. DE UM SIMPLES AVIÃO, PASSANDO POR UM PEQUENO GRUPO AÉREO E AGORA UM BATALHÃO COM TODO O SUPORTE NECESSÁRIO SÃO PASSOS DADOS POR QUEM TEM RESPONSABILIDADE, AMOR À PROFISSÃO, DEVERES E DEDICAÇÃO À SOCIEDADE. SABE-SE QUE O APRENDIZADO DESTA HISTÓRIA JÁ CRUZOU O RIO MAMPITUBA. O GRUPO SILVIO-BONDAN PARABENIZA O COMANDO GERAL E TODOS OS OFICIAIS PIONEIROS E ATUAIS INTEGRANTES DO BATALHÃO DE AVIAÇÃO DA BRIGADA MILITAR.

VALE DO RIO PARDO RECEPCIONA GRUPO SILVIO-BONDAN



SILVIO-BONDAN EM SANTA CRUZ DO SUL

No dia 16 de abril de 2010, em Santa Cruz do Sul, o Cel Dalvo Werner Friedriche, Cmt do CRPO Vale do Rio Pardo, recebeu o grupo Silvio-Bondan AsOfBM 2010 no ótimo e agradável Hotel Aquarius Flat Residence, que está situado no centro da cidade, próximo ao Parque da Oktoberfest.

A exposição do programa de gestão foi realizada no auditório do Hotel . O Cel Sílvio Ferreira disse aos oficiais, da ativa e da reserva presentes, que a cidade e o povo de Santa Cruz estavam integrados às suas relações afetivas, pois lá mora uma de sua filhas. Exaltou a luta e a garra dos oficiais que vestem, se preocupam, trabalham, zelam e defendem os interesses da categoria. Após, o Cel Bressan apresentou o currículo do Cel Silvio Ferreira.

O Cel Silvio Ferreira explanou, detalhadamente, o Plano de Gestão prometendo garra, persistência e motivação e compromisso na luta para fortalecer a carreira dos oficiais de nível superior. Focou, com detalhes, a finalidade e a visão de futuro em busca dos objetivos. Disse que sem planejamento não se chega a lugar nenhum.

O Cel Silvio destacou os riscos, as dificuldades, os entraves, as divergências e a cisão da Brigada Militar, em categorias, durante o ano passado e o inicio deste ano e o foco político da maioria com as ações típicas do sindicalismo. Salientou os interesses conflitantes que envolveram a luta pela dignidade e a história da BM durante a crise do reajuste salarial.

Comentou, ainda, o cenário que ambientou esta batalha e o esquecimento do Capitão, posto inicial da carreira de nível superior do Oficial da BM. Destacou que tudo isto levou à reflexão, ao amadurecimento da categoria dos oficiais e a necessidade de lutar por novos paradigmas dentro de uma nova realidade.

Disse que a AsOfBM precisa se impor diante das interpretações errôneas e mostrar aos governantes, aos parlamentares e aos veículos e agentes da mídia, qual é o perfil profissional e a importância da carreira do Oficial de Nível Superior da Brigada Militar na gestão da corporação Brigada Militar. Que é necessário promover e divulgar que a Brigada Militar é comandada e gerenciada por profissionais qualificados, com o nível superior, com a mesma paridade e importância das demais carreiras de nível superior do Poder Executivo, as quais têm recebido tratamento privado e célere. Esta investidura e este nivelamento passarão por uma luta árdua que precisará do apoio e do envolvimento de todos os Oficiais, salvaguardados pelo guarda-chuva de uma diretoria proativa, dinâmica, atenta, organizada e preparada. Chamou a atenção o grande número de perguntas e comentários dos presentes. A interação com a platéia foi exelente.

Ao final foi pedida a participação efetiva dos oficiais da ativa e da reserva nas eleições da AsOfBM, tendo em vista que é preciso unidade, força e mobilização de todos nesta luta proposta pelo Grupo Silvio-Bondan para atingir os objetivos desejados. É necessário o compromisso de votar no pleito, já que o voto é facultativo.

Participaram do encontro, além do Coronel Dalvo Werner Friedriche, Cmt do CPO/VRP, Tenentes Coroneis Comandantes de Unidades de Policiamento e de Bombeiros, Majores e Capitães da Área. Após todos confraternizaram em um almoço no restaurante do hotel, onde, todo tempo, falou-se dos nossos anseios e necessidades. O grupo Silvio-Bondan saiu fortalecido e esperançoso num novo perfil, na valorização e na atratividade da carreira dos Oficiais de Nível Superior da Brigada Militar, com o convite de repetir futuramente, independente das eleições, um novo encontro agradável como este. Muito obrigado pela acolhida calorosa. Parabéns Santa Cruz do Sul, parabéns Comando Regional de Policiamento, parabéns Corpos de Bombeiros da Região.

sábado, 17 de abril de 2010

VOTO - CEL AGUIRRE ABRE SEU VOTO A FAVOR DO GRUPO SILVIO-BONDAN

RECEBEMOS A SEGUINTE MENSAGEM DO CEL LUIZ FREDDY AGUIRRE.

Sent: Wednesday, March 31, 2010 2:10 PM
Subject: Res: Bondam aceitou convite

Valeu Núncio, pode dizer aos dois que é com grata satisfação que recebo a notícia e, que podem contar com meu voto desde já, por tudo que fizeram pela categoria dos Oficiais, com extrema competência.

TFA

Luiz Freddy Rodrigues Aguirre
Eng.Civil Crea-RS 160413

RESPOSTA: OBRIGADO CEL AGUIRRE. OBRIGADO POR ABRIR SEU VOTO ÀS NOSSAS PROPOSTAS DEFINIDAS E DIVULGADAS NUM PLANO DE GESTÃO ALINHADO AOS ANSEIOS DOS OFICIAIS DE NÍVEL SUPERIOR DA BRIGADA MILITAR - DO CAPITÃO AO CORONEL.

UNIDADE - CEL BRESSAN ENALTECE O PERFIL DO CEL SÍLVIO DA RESERVA E A UNIÃO COM O CEL BONDAN DA ATIVA.

RECEBEMOS A SEGUINTE MANIFESTAÇÃO DO CEL BRESSAN

From: Dilson Bressan; Sent: Saturday, April 17, 2010 12:12. Subject: ELEIÇÕES ASOF

"Senhores Oficiais.

Saúdo a cada um dos Senhores e digo-lhes que, após 15 anos de Reserva, o destino me colocou no foco da crise salarial. Desde junho do ano passado estou acompanhando, cada detalhe, e participando, ativamente, de cada momento. Tive a oportunidade de participar da Frente de Oficiais Superiores e ser um dos doze escolhidos para mediar o conflito.

Aí nesse momento emergiu, naturalmente, o Coronel Silvio Ferreira como nosso porta vóz. Tinhamos a necessidade de ter alguém culto, equilibrado, experiente, ponderado e que não fosse personalista. Mais ainda, tinha de ser da Reserva e não ser ligado a nehum partido político. O Cel Silvio, como o mais antigo do grupo e com larga experiência em parlamentos, foi na constituinte de 87 e 88 - em Brasilia - representante da Brigada e das Policias Militares. Graças a essa atividade foi também designado para atuar na Constituinte Estadual, onde a Brigada conseguiu significativas conquistas plasmadas na Constituição do Estado. Significativa parte da Frente dos Oficiais Superiores e um grande número de Oficiais da Ativa, incluindo muitos Capitães, procuraram o Cel Silvio para que ele continuasse representando o grande grupo de Oficiais, agora na AsofBM e pediram para ele concorrer a Presidência. Após relutar ele aceitou e hoje, apoiado por significativa grande parte dos Oficiais - da capital e do interior - está bastante motivado e trabalhando com um grande grupo de respeitáveis Oficiais, para reorganizar a Asof, para que ela represente, de fato e de direito, todos os Oficiais da Brigada, os Ativos e os Inativos. O Grupo Silvio-Bondan entende que a carreira é dos Oficiais da Ativa e eles devem participar ativamente das conquistas de seus objetivos.

Qualquer um, com mediana inteligência, deve entender que alijar os Oficiais da Ativa do processo decisório é fazer o que a atual diretoria da Asof fez ao alijar os Capitães. Afirmamos que o Presidente sim tem de ser da Reserva para ter total independência. Agora, o Vice precisa ser da Ativa e do ultimo Posto para representar todos da Ativa, que são a maioria e são os verdadeiros donos da Carreira dos Oficiais de Nível Superior. O Cel Silvio não tem comprometimento e não pertence a atual Diretoria e muito menos é o Presidente do atual Conselho Deliberativo.

Por isso e muito mais que está contido no Blog:http://silvio-bondan.blogspot.com/ sou e serei um ferrenho defensor da dignidade dos Oficiais e do respeito que precisamos ter do povo Gaúcho. O Silvio está preparado e o grupo que o acompahará na Diretoria é respeitado e muito competente. O Grupo Silvio-Bondan está percorrendo o Rio Grande colhendo os anseios, as idéias e as indicações para a completa composição da Chapa. O apoiamento está grande e tanto o Cel Sílvio Ferreira como o Cel Carlos Bondan estão focando diretamente os anseios dos Oficiais - do Capitão ao Coronel. O Cel Silvio esteve todo o tempo de Ativa no exercicio de atividades operacionais e de relevante interesse da coorporação. Os cursos superiores que possui foram tirados a noite, sem prejudicar as suas atividades na BM.

Teria , ainda, muito para dizer, entretanto, peço-lhes que no dia da eleição votem e escolham examinando o passado de cada um dentro da BM. Se a minha vida profissional inspira confiança nos senhores peço-lhes permissão para, mais uma vez, agora na reserva, trabalhar pela BM e ao lado do Cel Silvio.

Um grande abraço a todos e juntos vamos fazer com que os Oficiais voltem a ser unidos e fortes. Após as eleições, ganhe quem ganhar, vamos dar as mãos e unidos trabalharmos juntos em prol da nossa BM.

Dílson Bressan Coronel RR"

RESPOSTA: OBRIGADO CEL BRESSAN. ESTAS SINGELAS E COMOVIDAS PALAVRAS FAZEM AUMENTAR O COMPROMISSO, A RESPONSABILIDADE E O ÂNIMO PARA TRABALHAR EM PROL DOS ANSEIOS DA CATEGORIA INCLUÍDOS NO PLANO DE GESTÃO DO GRUPO SILVIO-BONDAN ASOFBM 2010, SUSTENTADOS NA FILOSOFIA DO LEMA UNIDADE, FORÇA E MOBILIZAÇÃO.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

PASSO FUNDO RECEBE O GRUPO SÍLVIO-BONDAN



Nesta quarta-feira, dia 14 de abril, o Comandante do CRPO Planalto, Cel Pedro Luiz Lima e seus Oficiais, receberam, na sede do comando, o Grupo Sílvio-Bondan.

O Cel Silvio Ferreira começou apresentando o seu currículo profissional e civil. Falou, resumidamente, de suas atividades na Brigada Militar e sua participação na defesa dos direitos e da sobrevivência das polícias militares na constituinte de 1988 – em Brasília – após, também resumidamente, comentou de seu trabalho na constituinte estadual, onde o grupo coordenado por ele conseguiu significativo avanço na conquista de alguns direitos institucionais. Falou do seu envolvimento, como coordenador, na crise recente para a manutenção da retroatividade da Lei Britto, enaltecendo a garra e a união entre oficiais da ativa e da reserva nesta conquista. Citou, ainda, as dificuldades políticas na condução do processo que evidenciaram o despreparo e a inocência da categoria neste tipo de relação.

Ressaltou a visão de futuro que o Grupo deseja alcançar, para consolidar o reconhecimento da carreira do Oficial de Nível Superior da Brigada Militar, que se inicia pelo Capitão, devidamente amparado no pré-requisito do bacharelado em Direito, exigido para as demais carreiras jurídicas do Estado.

Destacou a forma como o grupo irá trabalhar para defender os interesses, os direitos e as prerrogativas dos Oficiais de Nível Superior. A AsofBM terá que buscar a colaboração de todos os associados, focando a visão de futuro, definindo objetivos e metas, bem planejadas e orientadas, unindo e fortalecendo os núcleos da capital e do interior, harmonizando e aproximando a entidade de seus associados, da mídia e das várias vertentes partidárias. O grupo Silvio-Bondan solicitou a colaboração e o esforço de todos no enfrentamento desta nova realidade.

Foi dada ênfase na situação do Capitão, que é hoje o elo inicial da carreira do Oficial de Nível Superior está e esteve abandonado pela entidade todos esses anos. O Cel Sílvio destacou que o posto de Capitão, sendo o inicial da carreira de nível superior da Brigada Militar, não pode ficar no “limbo”, e sua elevação à paridade com o Delegado, o Defensor Público e o Promotor Público de primeira é uma necessidade para o fortalecimento profissional da carreira do Oficial de Nível Superior e em conseqüência, e para a efetiva preservação do valor da Instituição Brigada Militar conquistada ao longo de sua história.

Durante o debate foi sugerida a criação de Grupos de Trabalho para estudar e analisar a situação da categoria frente ao IPE e benefícios do PASEP.

Participaram do encontro vários Oficiais, entre eles o TC Antonio Carlos Cruz do 38º BPM; o Maj Jair Euclésio Ely do 1º BRBM; o Maj Zanotelli, representando o Cmt do 3 RPMon e o Maj Volnei Ceolin do 3º BA, o Cap RR Valter Ramos Kroeff, presidente da AsofBM Passo Fundo e vários Oficiais da Guarnição do Planalto.

No final, o Cel Sílvio Ferreira e a sua comitiva agradeceram a presença dos oficiais, e em especial a recepção altiva, camarada e efusiva do Cel Pedro Luiz Lima, que oportunizou o encontro e um bom tempo para a exposição das idéias e compromissos.

terça-feira, 13 de abril de 2010

CMT GERAL ANUNCIA: Folha Suplementar será paga dia 16 de abril

Folha Suplementar será paga dia 16 de abril - Blog do Cel Trindade - 12 de abril de 2010 - Postado por Cel Trindade - Cmt Geral da BM

Amanhã (terça-feira), estaremos publicando na intranet da Brigada Militar. No post de 01 de abril anunciei que o Estado do Rio Grande do Sul faria o pagamento da folha suplementar dia 19 de abril. Hoje estive reunido com o Secretário da Fazenda e com o Diretor da Despesa Pública, ajustando o pagamento para o dia 16 de abril (sexta-feira). Em decorrência da recente legislação salarial esta folha suplementar foi estruturada da seguinte forma:

Soldados a Capitães fazem jus à diferença entre o recebido da folha de março e a nova previsão legal. (diferença se refere exclusivamente ao mês de março);

Majores a Coroneis receberão a diferença entre o recebido da folha de março e a nova previsão legal. (diferença se refere exclusivamente ao mês de março), acrescido da primeira parcela da retroatividade dos 19,9% relativos à Lei Brito.

segunda parcela da retroatividade: na folha de abril de 2010;

terceira parcela da retroatividade: na folha de maio de 2010;

quarta parcela da retroatividade: na folha de junho de 2010;

quinta parcela da retroatividade: na folha de julho de 2010.

sexta parcelada da retroatividade: na folha de agosto de 2010.

COMISSÁRIOS FORÇAM ISONOMIA COM O CAPITÃO DA BM.

FOI PUBLICADO ESTE APEDIDO NA PÁGINA 3 DE ZERO HORA DE 13/04/2010, MOSTRANDO O QUANTO TEREMOS DE TRABALHAR DE FORMA UNIDA, FORTE E MOBILIZADA PARA COLOCAR O POSTO DE CAPITÃO NO SEU DEVIDO LUGAR - A CARREIRA INICIAL DOS OFICIAIS DE NÍVEL SUPERIOR DA BRIGADA MILITAR EM PARIDADE COM AS DEMAIS CARREIRAS JURÍDICAS DE NÍVEL SUPERIOR DO PODER EXECUTIVO.

NESTA NOTA, OS COMISSÁRIOS DE POLÍCIA DEMOSTRAM QUE JÁ ASSIMILARAM E NEM QUESTIONAM A ANTIGA PARIDADE COM OS DELEGADOS DE PRIMEIRA, POIS PERCEBERAM QUE NÃO HÁ COMO INTEGRAR O NÍVEL MÉDIO DENTRO DA CARREIRA DE NÍVEL SUPERIOR. ENTRETANTO, CONTINUAM FORÇANDO A DIMINUIÇÃO DO CAPITÃO DA BRIGADA MILITAR, UM POSTO FORJADO A PARTIR DO BACHARELADO EM DIREITO, O MESMO EXIGIDO PARA O INICIAL DA CARREIRA DE DELEGADO DE POLÍCIA, PROMOTORES E DEFENSORES PÚBLICOS.

A NOTA DE AGRADECIMENTO


"ASSOCIAÇÃO SINDICAL DOS COMISSÁRIOS DE POLÍCIA DO RIO GRANDE DO SUL - ACP/RS

Obrigado, Senhora Governadora, pela justiça que realizou quando do reconhecimento da tradicional simetria entre os cargos da área de segurança pública.

Se há tradição entre os cargos de Coronel PM e Delegado de Polícia, muito mais há entre o Comissário de Polícia e o Capitão PM, como emerge das leis 3.889-A, 4.467, 4.934, 4.939, 5.603, 5.950, 6.166, 9.425, 10.084, inclusive a mais recente, Lei da Matriz Salarial nº 12.201, e o art. 46, $ 5º da Constituição Estadual.

Obrigado, Senhora Governadora, pelo resgate da dignidade profissional do Comissário de Polícia, de suas carreiras de acesso, inspetor e Escrivão de Poícia , eis que amargava uma diminuição por desigualdade de tratamento, agora restabelecida pela Lei nº 13.439, de 05/04/2010.

A medida saneadora de Vossa Excelência foi chancelada pela digna Assembléia Legislativa por maioria ampla, demonstrando grandeza em aprovar o restabelecimento da dignidade dos servidores da Polícia Civil do Rio grande do Sul, o que reverterá em redobrada energia na prestação dos nossos serviços à sociedade.

Nosso duradouro reconhecimento à Vossa Excelência e á Assembléia Legislativaque souberam restaurar o tratamento equânime para as duas instituições policiais.

Bel. Luiz Cezar Machado Mello - Presidente."


PORTANTO, NÃO É A TOA QUE ESTABELECEMOS UMA VISÃO DE FUTURO PARA A ASOFM 2010. É ESTA VISÃO QUE GUIARÁ TODO O TRABALHO A SER DESENVOLVIDO PELA GESTÃO DA ASOFBM 2010, MANTENDO O FOCO, A BRAVURA E A PERSISTÊNCIA PARA ATINGIR OS OBJETIVOS PROPOSTOS, SEM ESMORECER DIANTE DOS OBSTÁCULOS, CIRCUNSTÂNCIAS E INTERESSES CONTRÁRIOS.

NOSSA VISÃO - Até o final do mandato, a Gestão Sílvio-Bondan AsOfBM 2010 pretende ver reconhecido o Oficial de Carreira de Nível Superior da BM nivelado em direitos e prerrogativas às demais carreiras jurídicas do Poder Executivo.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

CEL BAYARD - "NÃO PODEMOS PERDER ESTE TREM"


Recebemos esta manifestacao Tenente Coronel Cesar Bayard Moura de Castilhos

"From: c.bayard@terra.com.br; To: Nuncio
Sent: Thursday, April 01, 2010 5:03 PM
Subject: Futuro da ASOFBM

Caro Núncio

Cumprimentos pela Chapa que esta sendo montada. São pessoas com experiência, elevado conceito e conhecimento das necessidades e modificações que teremos, necessariamente, de fazer se não quisermos terminar como "massa de manobra" das demais associações (ou melhor, dos sindicatos) que se transformaram as demais associações.

Entendo que devemos discutir a alteração de nosso estatuto e ficarmos somente com associados que pertençam ao nível superior:, ou seja, de capitão a coronel.

Na assembléia legislativa, durante a votação dos 19 por cento, lá estava o delegado Wilson Miller pressionando os deputados para os seus subsídios.

Não podemos perder mais este trem...


Abraço. Bayard".

RESPOSTA: Muito obrigado, Coronel Bayard. Não podemos ser "peça de manobra" e nem "perder este trem". A independência e a proatividade farão parte da nossa caminhada para a construção da nossa visão de futuro para a AsOfBM 2010.

VISÃO DE FUTUROAté o final do mandato, a Gestão Sílvio-Bondan AsOfBM 2010 pretende ver reconhecido o Oficial de Carreira de Nível Superior da BM nivelado em direitos e prerrogativas às demais carreiras jurídicas do Poder Executivo.

domingo, 11 de abril de 2010

PLANO DE GESTÃO - MINUTA

SILVIO-BONDAN AsOfBM 2010 - UNIDADE-FORÇA-MOBILIZAÇÃO (atualizada em 18/04/2010)

PLANO DE GESTÃO

VISÃO – Até o final do mandato, a Gestão Sílvio-Bondan AsOfBM 2010 pretende ver reconhecido o Oficial de Carreira de Nível Superior da BM nivelado em direitos e prerrogativas às demais carreiras jurídicas do Poder Executivo.

FILOSOFIA - Gestão próativa voltada aos interesses, direitos e prerrogativas dos Oficiais de Carreira Superior da BM buscando a UNIDADE de pensamento e idéias; a FORÇA capaz de produzir, acelerar, resistir, transformar e conquistar objetivos; e a MOBILIZAÇÃO necessária para convocar vontades para um propósito determinado, para uma mudança na realidade.

OBJETIVO GERAL - Fortalecer a carreira do Oficial de Nível Superior da Brigada Militar a partir do pré-requisito legal do bacharelado em direito, expandindo os requisitos, a importância e a atratividade da carreira do Oficial de Nível Superior da Brigada Militar, buscando o reconhecimento público dos Poderes e da Sociedade e elevando ao patamar das demais carreiras jurídicas do Estado do Rio Grande do Sul.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS


- CAPITÃES - Inicial da carreira de Oficial de Nível Superior da BM;
- SUBSÍDIOS - política salarial de remuneração nivelada às carreiras jurídicas do Executivo;
- REESTRUTURAÇÃO - Gestão próativa voltada para defesa dos direitos e prerrogativas;
- REVISÃO DOS ESTATUTOS – Adequação às exigências do perfil nível superior e jurídico;
- ADESÃO – Multiplicar e dinamizar o envolvimento no processo decisório a partir dos Núcleos do Interior e da Capital;
- GRUPOS DE TRABALHO – Diagnóstico, análise e propostas para questões específicas e estratégicas;
- PLANO ESTRATÉGICO – Objetivos e metas para 2, 4 e 8 anos, ouvindo amplamente a categoria;
- CULTURA - Aperfeiçoamento através de graduação, cursos, seminários, congressos e criação literária.

RELACIONAMENTO INTERNO (ASSOCIADOS)
– Aproximação e promoção da unidade, força e mobilização de todos.

RELACIONAMENTO EXTERNO

- COMANDO GERAL - Missão da entidade nas questões reivindicatórias e institucionais que digam respeito a carreira, direitos e prerrogativas.

- GOVERNO DO ESTADO – Valorização do Oficial de Carreira de Nível Superior da BM pela paridade com as demais carreiras jurídicas do Executivo.

- ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA - Interação e acompanhamento das questões políticas pertinentes;

- MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - Difusão do perfil e da atratividade da carreira dentre as demais do ramo do Direito.

- OAB/RS - Aproximação através de seminários, proposições e postulações.

ESTA MINUTA É DO PLANO ELABORADO PELO GRUPO SILVIO-BONDAN PARA FAZER A GESTÃO DA ASOFBM SE A CHAPA FOR A ESCOLHIDA PELOS ASSOCIADOS PARA O PRÓXIMO BIÊNIO. DURANTE A CAMPANHA ESTE PLANO PODERÁ SOFRER MUDANÇAS A PARTIR DA COLABORAÇÃO E ANSEIOS DOS OFICIAIS ASSOCIADOS E NÃO ASSOCIADOS.

ESTE PLANO ESTABELECE UMA VISÃO DE FUTURO QUE COMPROMETE O GRUPO; UMA FILOSOFIA QUE REGRARÁ A CONDUTA E AS AÇÕES; UM FOCO (OBJETIVO GERAL)PARA NÃO DESVIAR A ATENÇÃO; VÁRIOS OBJETIVOS ONDE O PRIMEIRO E MAIS IMPORTANTE É A ELEVAÇÃO DO CAPITÃO AO NÍVEL SUPERIOR DA CARREIRA DOS OFICIAIS DESTA CATEGORIA; E AS RELAÇÕES INTERNAS E EXTERNAS NECESSÁRIAS PARA A CONDUÇÃO DA ENTIDADE.

IMPORTANTE FOI A ESCOLHA DE UM OFICIAL DA ATIVA PARA A VICE-PRESIDÊNCIA, POIS ESTA DECISÃO SIGNIFICA A NECESSÁRIA UNIDADE ENTRE OS OFICIAIS DE ATIVA E DA RESERVA PARA A CONSECUÇÃO E SUCESSO DOS OBJETIVOS PROPOSTOS. SE ELE, UM DIA, FOR OBRIGADO A DEIXAR A VICE-PRESIDÊNCIA EM VISTA DOS IMPEDIMENTOS ESTATUTÁRIOS, POR CERTO TEREMOS ALGUÉM NUM CARGO ESTRATÉGICO COM A MESMA FILOSOFIA, MESMA VISÃO E COM O PENSAMENTO FOCADO NOS OBJETIVOS QUE COMPÕEM OS ANSEIOS DA CATEGORIA DOS OFICIAIS SUPERIORES DA BRIGADA MILITAR.

CONTAMOS COM O TEU APOIO. VOTE


VISITE O BLOG: http://silvio-bondan.blogspot.com

Silvio Ferreira – Cel RR – Para Presidente da AsOfBM 2010
Carlos Roberto Bondan – Cel Cmt CRPM - Para Vice-presidente da AsOfBM 2010

CONHEÇA O PLANO DE GESTÃO DO GRUPO SÍLVIO-BONDAN AsOfBM 2010 (Na íntegra)

SILVIO-BONDAN AsOfBM 2010 - UNIDADE-FORÇA-MOBILIZAÇÃO

PLANO DE GESTÃO

1. FILOSOFIA DA NOSSA GESTÃO

Fortalecer a carreira do Oficial de Nível Superior da Brigada Militar, a partir do pré-requisito legal do bacharelado em direito, expandindo o novo perfil no âmbito da sociedade rio-grandense, tornando-a conhecida em todos os segmentos sociais e de poder, integrando-a quanto a valores, pré-requisitos, reconhecimento público e remuneração, no patamar das demais carreiras jurídicas do Estado do Rio Grande do Sul.

2. VISÃO

Até o final do mandato, a Gestão Sílvio-Bondan AsOfBM 2010 pretende ver reconhecido o Oficial de Carreira de Nível Superior da BM nivelado em direitos e prerrogativas às demais carreiras jurídicas do Poder Executivo.

3. OBJETIVO GERAL

Desenvolver uma gestão próativa voltada aos interesses, direitos e prerrogativas dos Oficiais de Carreira Superior da Brigada Militar buscando a unidade de pensamento e idéias; a força capaz de produzir, acelerar, resistir, transformar e conquistar objetivos; e a mobilização necessária para convocar vontades para um propósito determinado, para uma mudança na realidade.

4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

4.1. Incluir os capitães como o nível inicial da carreira de Oficial de Nível Superior da Brigada Militar
4.2. Inserir a carreira na política salarial de remuneração por subsídios vigente no Estado para as carreiras jurídicas
4.3. Difundir a carreira como das mais atraentes entre aquelas do ramo do Direito oferecidas pelo Estado;
4.4. Reestruturar os processos administrativos de gestão da ASOFBM, tornando-os instrumentos efetivos de defesa dos interesses da categoria;
4.5. Revisar o Estatuto, adequando o quadro associativo às atuais exigências do perfil da carreira, além de melhor condicionar o trabalho da Diretoria Executiva e demais Órgãos da gestão, no enfoque dos verdadeiros interesses societários;
4.6. Ampliar expressivamente o número de associados, dinamizando a participação no processo decisório, a fim de qualificar e legitimar as ações a serem desenvolvidas;
4.7. Criar grupos de trabalhos específicos para aprofundar os estudos sobre as prioridades e estratégias da categoria.
4.8. Construir o Plano Estratégico da AsOfBM com proposta de metas para 2, 4 e 8 anos a partir de um diagnóstico ouvindo a categoria.
4.9. Desenvolver a cultura e o aperfeiçoamento do Associado através de cursos, seminários, congressos e criação de obras literárias;

5. RELACIONAMENTO INTERNO

5.1. Dar atendimento personalizado ao Associado;
5.2. Expandir o número de associados da ativa e da reserva;
5.3. Dinamizar o trabalho de núcleos regionais nas cidades do interior que abriguem OPM até o nível de Batalhão;
5.4. Desenvolver e definir as atividades de delegados de núcleo;
5.5. Criar um setor para orientação, atendimento e encaminhamento dos assuntos decorrentes do falecimento do associado.
5.6. Promover encontros periódicos para avaliar a gestão e manter a unidade, a força e a mobilização dos Oficiais.

6. RELACIONAMENTO EXTERNO

6.1. Comando Geral
- Definição da missão da ASOFBM no contexto das questões reivindicatórias da categoria, bem como quanto às questões institucionais que digam respeito à carreira, às prerrogativas e aos interesses da categoria.

6.2. Governo do Estado
- Acompanhar permanentemente a política salarial do Estado em relação a todas as categorias funcionais
- Definir os interesses salariais comuns entre oficiais da carreira de nível superior e delegados de polícia;
- Aprimorar as relações com o Executivo, mediante a permanente busca de canais de interação.

6.3. Assembléia Legislativa
- Interação permanente da ASOFBM com as diversas correntes partidárias do Legislativo;
- Mobilização dos oficiais à disposição (canal de contato) para diálogo constante com as diversas correntes partidárias;
- Intensificação da convivência dos políticos de todos os partidos com a Diretoria e Associados;
- Estruturação de uma linha de atuação conjunta com os oficias de nível superior que trabalham na Assembléia Legislativa;
- Criação de funções de assessores parlamentares utilizando o conhecimento dos oficiais da categoria que já possuem interação com o Legislativo.

Atenciosamente

Silvio Ferreira – Cel RR – Para Presidente da AsOfBM 2010
Carlos Roberto Bondan – Cel Cmt CRPM - Para Vice-presidente da AsOfBM 2010

A PROPÓSITO: Salientamos que este plano de gestão está aberto para críticas e sugestões. COLABORE!